O chão é cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre o tapete ou duro piso, a gente
compõe de corpo a corpo a úmida trama.

E para repousar do amor, vamos à cama.


Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

  1. aumentar seios disse...

    Drummond é espetacular! "mar se aprende amando" e "Paixão medida", tem vários poemas bem sensuais, que não poderíamos dizer que foi o poetinha que escreveu... enfim, todo mundo pensa em sexo afinal (e faz). Parabéns pelo Blog! ;)  

  2. Moacy Cirne disse...

    Oi, Patrícia, adicionei o SensualizArte à Feira de Blogues do Balaio.

    Um beijo.  



Copyright 2006| Blogger Templates by GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by Blogcrowds.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.