A língua lambe as pétalas vermelhas
da rosa pluriaberta;

a língua lavra certo oculto botão,
e vai tecendo
lépidas variações de leves ritmos.

E lambe,
lambilonga,
lambilenta,
a licorina gruta cabeluda,

e, quanto mais lambente,
mais ativa,
atinge o céu do céu,
entre gemidos,

entre gritos,
balidos e rugidos de leões na floresta,
enfurecidos.



Carlos Drummond de Andrade
Desconheço a autoria da imagem

4 comentários:

  1. Hannah e Carlos disse...

    Hummm...deu vontade

    Deixamos um presentinho pra vc lá no nosso blog
    bjos
    Hannah
    Carlos  

  2. aumentar peito disse...

    a imagem é excelente, parece memso uma lingua!  

  3. Sagat disse...

    Muito boa a junção de imagem e texto.  

  4. Anônimo disse...

    Eu queria estar no lugar dele...  



Copyright 2006| Blogger Templates by GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by Blogcrowds.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.