Tenho fome
Daquelas que
Não se sacia
Em cio uivo
Teu nome
Diante do olho
Que me acaricia
Em tua pele de canela
Cravo meus dentes
Famintos e sugo
Teu gosto
Suado e quente
Num sorriso
Indecente
Passo a língua
Pelos lábios no
Claro desejo
De mais
Em minha nuca
Desnuda arde
O roçar da tua
Barba mal feita
E tua língua
Rastreia na pele
O caminho do teu
Desejo.
Suga o leite
Do meu prazer
Em minhas tetas
Fartas enquanto
Outras partes
Secretam o gozo
Em puro deleite
Minhas unhas
Garras de águia
Cravam em tua
Pele e minha boca
Suga-lhe a glande
Empreendendo o
Vôo pra saciar
A fome
Mas esta não se sacia
E entre risos e
Beijos
Línguas e mãos
Se digladiam
Numa luta Sadia
Tua boca cala
Os lábios baixos
E a brasa do
Meu corpo
Se encharca
Numa quase
Prece
Dedos reverenciam
Meu ventre
E em estocadas
Ritmadas entre
Leve e funda
Inunda-me
A gruta Mantendo
Entre dentes
Meus lábios
Trêmulos
De gemidos
Lânguidos
Roucos
Loucos
Na fome
De dois
Os sexos
Se cobrem
E juntos
Jorram o
Raro alimento
Que por pouco
Tempo há
De saciar
Os que sempre
Têm fome...


Patrícia Gomes
Imagem: Oleg Kosirev

2 comentários:

  1. o casalqseama disse...

    o descrito é um amor d almas...

    mt lindo!
    vc é especialmente uma estrela...
    q existam todos lápis e papéis em tuas mãos!

    bjs mt carinhosos do casalqseama*  

  2. Patrícia Gomes disse...

    Nosssa, assim vocês vão me deixar semg raça, mas adoravelmente feliz!!! ;o)
    Obrigada, meus queridos!!!
    Beijos  



Copyright 2006| Blogger Templates by GeckoandFly modified and converted to Blogger Beta by Blogcrowds.
No part of the content or the blog may be reproduced without prior written permission.